EXCLUSIVO : MEDICAMENTO DE USO CONTROLADO É FURTADO DO P.A.M. DE S.J.NEPOMUCENO.

0
5721

No dia 21 de junho corrente, no Posto de Assistência Médica do Hospital São João, a farmacêutica responsável constatou a falta de 107 ampolas de Dolantina que é uma medicação de uso controlado. Segundo fonte, a última verificação do estoque pela farmacêutica M. V. tinha acontecido no dia 18/06, e quando foi feita a recontagem no dia 21/06 constatou-se o fato.

Segundo as normas, toda vez que o medicamento uso controlado denominado Dolantina, que é feito a base de substancia entorpecente conhecida como ópio. Os hospitais usam a Dolantina para casos extremos como para um paciente que tem a perna esmagada ou traumatismo cranioencefálico em acidente, ou doentes terminais de câncer. Todo o uso tem que ser devidamente registrado, e o medicamento só podem ser vendidos para Hospitais e Posto de Assistência Médico. Segundo estudos médicos o uso descontrolado do referido medicamento acarreta no usuário sinais e efeitos de substancia entorpecente, retirando o domínio de seus atos.

Os Os opiácios possuem elevado poder de dependência, com dois ou três meses de uso. A tolerância desenvolvida pode alcançar níveis de até cinqüenta ou cem vezes a dosagem inicial do uso. O uso continuado torna o seu usuário passivo e apático, até mesmo letárgico, com seus membros pesados, de difícil movimentação.

O cantor Michael Jackson, seria viciado em Demerol – que no Brasil se chama Dolantina. Se o uso não for por receita médica, a pessoa pode ser considerada dependente e deverá, por lei, submeter-se a tratamento, já em caso de venda pode ser enquadrada como traficante ser presa. A autoria da subtração ainda está sendo investigada, e ainda não se pode apontar um suspeito.

Segundo informações do então provedor do Hospital Isaias Isporck de Freitas, dentre as medidas adotadas em sua administração foi a implantação de um rigoroso controle de estoque do setor de medicamentos, inclusive colocando farmacêutico 24h no setor, todavia, talvez por um lapso de alguns minutos do responsável, adentraram no setor e aproveitando que o cadeado estava aberto,  subtraiu ilicitamente o medicamento. Disse ainda o provedor “que ao instituir o controle rigoroso da farmácia do hospital, conseguiu economizar a quantia de R$30.000,00 (trinta mil reais) e que devido ao fato ocorrido houve por bem em descontar o valor do medicamento furtado dos funcionários responsáveis pela farmácia do hospital.” A autoria e a materialidade da subtração ainda estão sendo investigado pela Polícia Civil, mas até o fechamento da matéria não era possível apontar um suspeito Se o uso não for por receita médica, a pessoa pode ser considerada dependente e deverá, por lei, submeter-se a tratamento, já em caso de pode ser enquadrada como traficante ser presa. Segundo a imprensa americana, o cantor Michael Jackson, era um viciado em Demerol – que no Brasil se chama Dolantina.

REPORTAGEM : KADU FONTANA PARA O RKF E  VOZ DE SÃO JOÃO .

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Please enter your name here